Funcionários de empresa sul-coreana são proibidos de ir ao banheiro e obrigados a usar fralda

Com a finalidade de aumentar sua produção, uma empresa sul-coreana proibiu seus funcionários de ir ao banheiro e os obrigou a usar uma espécie de fralda. A empresa foi denunciada por violar os direitos dos trabalhadores.

De acordo com o site da rede de TV RT, a regra abusiva a empresa Lear só foi veio à tona depois de várias tentativas de denúncia, pois a empresa havia impedido o acesso para que autoridades nacionais verificassem as acusações de violações aos direitos dos trabalhadores.

A Lear produz uma espécie de gancho usado por alpinistas em escaladas, chamado arneses. A companhia possui cerca de 4.000 funcionários.

funcionarios-de-empresa-sul-coreana-sao-proibidos-de-ir-ao-banheiro-e-obrigados-a-usar-fralda

“Recebemos a denúncia de que os empregados usam fraldas para urinar, para não perder tempo indo ao banheiro“, afirmou o dirigente sindical da empresa Daniel Durón, autor da denúncia.

Oficialmente denominada como Honduras Electrical Distribution Systems-Kyungshin-Lear, a empresa responderá por essa e por muitas outras denúncias já existentes.

As investigações contra a empresa reunirão as embaixadas da Coreia do Sul, dos Estados Unidos e delegados do Ministério do Trabalho de Honduras.

Comentários

comentários