Mulher filmada a fazer sexo arrisca pena de três anos e perder os filhos menores

Há um ano a justiça retirou-lhe um filho que está “institucionalizado” num lar. Agora poderá ficar sem os outros dois. Foi filmada a fazer sexo com a filha menor ao lado

Segundo o Jornal de Notícias, a mulher de 41 anos residente em Guimarães “já estava sinalizada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Guimarães há um ano, data em que um dos filhos, de 13 anos, foi institucionalizado devido à falta de condições da mãe para tomar conta dele”

A Policia Judiciária abriu uma investigação – e já terá analisado o vídeo – que envolve esta mulher de 41 anos e o homem com quem praticou relações sexuais numa praia fluvial em Paredes de Coura na presença da filha de seis anos.

Em causa poderá estar o crime de importunação sexual, ou seja a mulher arrisca uma pena de três anos.

O vídeo com quase dez minutos de duração, filmado no sábado em plena praia fluvial do Tabuão, local onde decorre o festival de música de Paredes de Coura, foi posteriormente publicado na internet e tem suscitado indignação e polémica naquela rede social pelo facto de a criança estar junto ao casal enquanto este pratica relações sexuais.

A GNR confirmou ao Jornal de Notícias que “já estão identificadas todas as pessoas envolvidas no vídeo” e a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Guimarães está a “acompanhar de muito perto” o caso – em causa poderá a retirada dos filhos menores desta mulher.

Segundo o Jornal de Notícias, “a mais nova é a filha de seis anos que aparece no vídeo”, havendo ainda um rapaz rapaz, de 9 anos, e um agora com 14 anos, “institucionalizado no Lar de Santa Estefânia de Guimarães há cerca de um ano”.

Pai revoltado

“Fiquei revoltado e em choque ao ver o vídeo”, comentou ao Correio da Manhã o pai da criança que surge num vídeo sentada ao lado de um casal que mantém relações sexuais na praia fluvial em Paredes de Coura. O homem, que não é identificado, garantiu ao jornal que irá pedir a guarda da filha, de seis anos, e dos outros dois filhos, de 9 e 14 anos.

“Nunca pensei que ela fosse capaz de uma coisa destas”, desabafou ainda o pai da menina ao jornal depois de ter visto o vídeo de quase 11 minutos filmado no sábado por populares e divulgado na Internet, o qual originou a denúncia à GNR e a consequente investigação.

Separado da mãe das crianças há um ano, afirmou que vai fazer queixa à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) e pedir a guarda dos três filhos, o mais velho dos quais se encontra institucionalizado. O homem, que vive em Lisboa, disse que já falou com a ex-mulher, residente em Guimarães, mas que esta negou tudo.

Fonte: http://www.dn.pt

Please follow and like us:
error

Comentários

comentários

You may also like...