Pai obriga filho que fez bullying a correr até à escola durante uma semana

Pai obriga filho que fez bullying a correr até à escola durante uma semana

“Assim chega sem energia para fazer asneiras”, afirmou o progenitor.

Bryan Thornhill castigou o filho, de dez anos, após descobrir que a criança foi suspensa do autocarro escolar por intimidar os colegas. Como forma de punir o comportamento do menino, o pai norte-americano obrigou a criança a correr até à escola, à chuva, durante uma semana. O homem filmou a lição e partilhou o vídeo na sua conta Facebook. “Assim sei que ele chega à escola sem energia para fazer asneiras”, considera Bryan. De carro, Bryan seguiu a corrida do rapaz para garantir a sua segurança, pois “o objetivo não é colocar a criança em risco”, mas sim demonstrar que a possibilidade de transporte para a escola é “um luxo” não acessível a todos. O pai afirma que a medida é um sucesso e que o comportamento do filho melhorou bastante. “Não ser um amigo, ser um pai. É o que as crianças precisam, hoje em dia”, afirma Bryan. A forma de repreensão está a dividir opiniões nas redes sociais. Há quem defenda que é uma ideia “inteligente e inofensiva de ensinar uma criança sobre o respeito pelo outro”, mas também quem acredite que “é uma forma de tortura obrigar o menino a correr na chuva”.

Comentários

comentários