Portugal é o quinto país mais pacífico do mundo

img_999x556$2016_06_08_11_32_39_171972

O Índice Global de Paz de 2016, divulgado esta quarta-feira, coloca Portugal como o 5º país mais pacífico do mundo, tendo registado o maior progresso na Europa. O País subiu no ranking – estava em 14º lugar no ano passado-, estando apenas atrás da Islândia (líder), Dinamarca, Áustria e Nova Zelândia. Já a Síria é o país mais violento do mundo.

O estudo do Instituto para a Economia e Paz, sediado em Sidney, engloba 163 nações. Os mais de 20 indicadores (qualitativos e quantitativos) utilizados para elaborar a lista dos países – a Palestina foi analisada pela primeira vez – incluem segurança pública, violência policial, taxa de homicídios, justiça social, terrorismo, participação em conflitos, grau de militarização e gastos com armas.

Segundo o fundador do Índice de Paz Global, Steve Killelea, o nível da paz global no mundo teve “a maior queda” em seis anos devido a factores como o aumento do terrorismo, os persistentes conflitos internos e uma maior instabilidade política.

Segundo o estudo, a grande parte da actividade terrorista concentrou-se maioritariamente em cinco países- Síria, Iraque, Nigéria, Afeganistão e Paquistão-, e apenas 23% dos países listados no Índice não experienciaram qualquer acto do género.

Por regiões, a Europa volta a aparecer como a mais pacífica, mas o ranking caiu devido aos atentados terroristas em Paris e Bruxelas, pelo auto-proclamado Estado Islâmico. Aliás, no Velho Continente, o número de mortes por acções terroristas duplicou nos últimos cinco anos, de acordo com o estudo.

O relatório destaca ainda que o número de refugiados e deslocados aumentou de forma dramática na última década, até 60 milhões de pessoas entre 2007 e 2016 – quase 1% da população mundial.

A deterioração da paz, segundo a 10ª edição do Índice, teve um impacto de 11,9 biliões de euros, o equivalente a 13,3% do Produto Interno Bruto mundial.

Comentários

comentários