Todos pensam que é uma erva daninha… mas na verdade é uma erva quase mágica!

Todos pensam que é uma erva daninha… mas na verdade é uma erva quase mágica!

beldroega-silvestre

A beldroega (portulaca olerácea) é uma planta herbácea com folhas pequenas e carnudas de cor verde brilhante. A haste, de cor acastanhada, é muito carnuda e ramificada, crescendo a rastejar pelo terreno de forma incontrolável.

Trata-se de uma planta selvagem, isto é, uma erva daninha, muito encontrada nos países com clima temperado-quente. A beldroega é usada devido às suas propriedades curativas desde tempos antigos e cresce em quase todos os lugares em Portugal. Embora seja considerada uma erva daninha chata, é na verdade um recurso natural repleto de ómega 3, vitaminas e minerais.

O nome peculiar da planta foi dado por Lineu, pai da classificação científica moderna dos organismos vivos. Em latim, “Portula” significa “pequena porta”, referindo-se à forma como a semente da planta se abre para dar origem a uma pequena flor amarela no mês de junho. Do latim “oleraceus”, “Oleracea” é um adjetivo que significa “cultivada”, uma vez que a beldroega é uma planta suculenta que sempre foi usada para fins alimentares.

Embora beldroega seja o seu nome mais comuns, esta planta também é conhecida por baldroega, salada-de-negro, onze-horas, caaponga (do tupi), dentes amaranto do cavalo (China), entre outros.

Na qualidade de erva medicinal, a beldroega é utilizada como fonte de ómega 3, que é reconhecida por melhorar a função cardiovascular, dado que ajuda a regular o equilíbrio entre o colesterol bom e o mau para melhorar a circulação.

Para além disso, esta planta é rica em vitamina A, B e C e minerais com propriedades diuréticas, purificantes, analgésicas, antidiabéticas e anti-hemorrágicas.

Utilizada para tratar a diarreia e o vómito, também ajuda a prevenir e combater as hemorroidas.

Serve, como emplastre, para aliviar a comichão das picadas de insetos e para combater o acne.

Na cozinha, todas as partes aéreas da planta são comestíveis e podem ser comidas cruas ou cozidas. A folha da beldroega, rica em mucilagem, tem um sabor um pouco azedo e salgado. Esta planta pode ser comida crua em saladas, por exemplo, com tomate cereja e pepino.

A beldroega é também um excelente ingrediente para preparar sopas e molho para massas ou até mesmo para substituir os espinafres.

Infelizmente, a beldroega ainda hoje é desvalorizada e considerada uma erva daninha. Mas agora que sabes os seus benefícios, tem atenção ao que cresce no teu jardim!

Comentários

comentários